Redes sociais para clínicas de estética

por Mariana Silva em 31/Aug/2018 ⇠ Veja outros Posts

Se você leu nosso post sobre ferramentas de marketing, já deve saber que a internet tem sido uma das principais formas de se aproximar do público e atrair mais clientes. As redes sociais para clínicas de estética precisam estar entre as estratégias chave de divulgação e atendimento de seu negócio se você quer aumentar as vendas e o lucro.

Todas as empresas de sucesso, independente da área, já entenderam a real necessidade de estarem presentes e ativas nas redes sociais. E você não quer perder tempo, não é mesmo? É hora de começar a se aprofundar nesse assunto e investir pesado nessa ferramenta! Nós vamos te ajudar com isso! Confira nossas dicas para tirar o melhor das redes sociais para sua clínica de estética.

Devo mesmo usar as redes sociais?

A resposta é: mas é claro que sim! E os números são capazes de provar isso. Pesquisas recentes de 2017 apontaram que nós brasileiros passamos em média 9 horas e 14 minutos por dia navegando na internet. Desse tempo, cerca de 3 horas e 39 minutos são gastos nas redes sociais, seja através de computadores, celulares, tablets, etc.

É uma quantidade de tempo muito significativa. No ranking mundial perdemos apenas para os tailandeses e para os filipinos. No nosso país, estima-se que  130 milhões de pessoas utilizam as redes sociais, 62% da nossa população. Isso significa que boa parte do seu público está conectado, e você precisa ir até ele.

Atualmente as redes são um dos principais canais de comunicação e relacionamento com o cliente. Através delas é possível esclarecer dúvidas e principalmente promover seus serviços e produtos, atraindo ainda mais clientela.

Se seu negócio possui um site e você precisa aumentar os acessos, as redes sociais podem ser uma ótima forma de atrair usuários para a páginas. Crie conteúdos relacionados e divulgue os links para seu site nas publicações.

As redes sociais também são ótimas para estudar os concorrentes. Monitorar o que os principais rivais publicam é ter acesso ao que eles andam oferecendo e fazendo de novo. Muito disso pode ser aproveitado pelo negócio. Mas atenção, não estamos dizendo para copiar o que os concorrentes fazem, mas sim absorver as boas práticas e estudar os casos problemático, adaptando para a realidade de sua clínica e suas redes.

Mas além dos concorrentes, as mídias sociais permitem algo ainda mais importante, conhecer o público e os clientes. Quando há interação suficiente e bem estruturada, as pessoas conseguem se abrir e revelar mais sobre elas, seus anseios, objeções, etc. Essas e outras informações são de extrema importância para as clínicas, podendo oferecer coordenadas para a tomada de várias decisões.

Melhores práticas

Visual

Os perfis ou páginas devem ser o mais personalizados possíveis. Utilize as cores da identidade visual de sua clínica, preencha todos os campos de apresentação com todas as informações de contato, etc. Isso tudo para que o público identifique suas redes com facilidade e as enxerguem como uma extensão virtual do espaço físico da clínica.

Da mesma forma, é indicado que todas as publicações e imagens acompanhem a identidade visual. Não é para que elas sejam todas iguais, mas sim seguirem um padrão para facilitar o reconhecimento.

Cronograma

Dentro deste padrão editorial, também é bom definir uma frequência de publicações e a linguagem que será adotada em cada rede. Feito isso, monte um cronograma para organizar e ter maior controle sobre o que precisa ser produzido e postado.

Vídeos

Outra boa prática é a de produzir conteúdo em vídeo, e não apenas em texto e imagens. Os vídeo são ótimos para divulgar resultados de antes e depois, por exemplo, transmitindo maior credibilidade. Além disso, se mostram como o formato que apresenta o maior engajamento.

Ou seja, as pessoas tendem a interagir mais com vídeos, curtindo, comentando, compartilhando, etc. No Facebook, os vídeos postados geralmente possuem uma taxa de engajamento de 6,83%, enquanto links compartilhados apresentam 6,46% e fotos 5,84%.

Mas não abandone os outros formatos, faça publicações de cada tipo e vá revezando.

Monitoramento

Uma vez que já as publicações estão indo ao ar, é preciso fazer um controle do desempenho das mesmas e da página ou perfil como um todo. É o que chamamos de monitoramento. Basicamente é trabalho de observação, coleta e análise de dados e informações produzidos pelos usuários nessas mídias.

Algumas das informações mais importantes para controlar são:

  • Número de fãs/seguidores e de visitas;

  • Engajamento nas publicações (curtidas, compartilhamentos e comentários);

  • Alcance (quantas pessoas visualizaram a publicação);

  • Número e qualidade das menções públicas, em grupos, eventos e na própria página ou perfil.

As próprias plataformas muitas vezes oferecem relatórios com essas informações. Mas para dados ainda mais completos, existem ferramentas como Google Analytics, SemRush, Buzzsumo, Social Searcher, etc., que fazem essa contagem e análise.

O que não fazer

As redes sociais são sim um ambiente mais descontraído e menos formal, mas muito se engana quem pensa que não há regras ou condutas a serem seguidas. Como dissemos, a presença nas redes sociais exige planejamento e estratégias assertivas.

Sendo assim, a primeira coisa que não deve ser feito é fazer postagens aleatórias ou só criar as redes e não fazer mais nada. Cada publicação precisa ser pensada para fazer sentido e ter um propósito. Ao invés de sair postando e compartilhando tudo e qualquer coisa, produza ou replique conteúdo relevante.

Outra prática que é preciso evitar é a de usar imagens ruins e de baixa qualidade. O público de clínicas de estética é bastante atento ao visual. Nas redes sociais, especialmente o Instagram que é dedicado às fotos, o aspecto visual possui muito valor.

E olha que para fazer bonito nem é preciso de câmeras e equipamento muito sofisticados. Os celulares de hoje em dia já são capazes de fazer imagens boas o suficiente para uso profissional. O responsável por tirá-las precisa ficar atento a algumas coisas, como o enquadramento, a nitidez e a resolução.

Também é possível utilizar imagens prontas de bancos de imagens. Nesse caso é preciso se atentar às licenças de reprodução e direitos autorais.

E como um último conselho cuidado para não produzir e compartilhar conteúdo em excesso para não irritar a audiência. Isso pode criar uma antipatia e as pessoas podem até mesmo bloquear suas redes para não receber mais as publicação. Você não quer isso de jeito nenhum!

Este foi o nosso conteúdo de hoje sobre a importância e as boas prática nas mídias sociais para clínicas de estética. Esperamos que a gente tenha conseguido te ajudar a entender a importância delas para seu negócio, quais são as melhores práticas para você adotar e o que é melhor deixar de lado.

Se ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto é só perguntar nos comentários abaixo. Essa também é a área para você deixar suas sugestões de temas que quer ver sendo tratados aqui. Vamos ficar muito felizes de te ajudar!

Não perca nada! Assine nossa newsletter e curta a nossa página no Facebook. Assim você recebe em primeira mão todos os nossos conteúdos. Até a próxima!

Mariana Silva

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606
31 3047 5405

© NeritClin

by nerit